Pode a Grécia contemporânea (e os gregos) escapar à sua História e aos seus mitos que os seus grandes tragediógrafos (Ésquilo, Sófocles, Eurípedes) tão bem souberam explorar? Angelopoulos pega nesses elementos do passado para reflectir sobre a história grega no séc. XX., entre o "palco" e a "vida" de uma trupe de actores. Com o virtuosismo de um estilo singular.

  • Duração: 230’
  • Ano de produção: 1975
  • País: GR
  • Idioma: GR, DE, EN Legendas: PT, EN
  • Festival de Cannes 1975 – Prémio FIPRESCI
  • Festival de Berlim 1975 – Prémio Interfilm (Fórum)

Theo Angelopoulos

Ficha Técnica